ItuPolícia

Acusado de estuprar e matar criança em 2014, em Itu, vai a júri popular nesta quinta

Ivanildo da Lima Rosa era inquilino da família. Ele é acusado de estuprar e matar menina de 6 anos.

O acusado de estuprar e matar uma criança de seis anos, em 2014, em Itu, teve o julgamento marcado para esta quinta-feira (10) no Fórum da Cidade.

Ivanildo de Lima Rosa, de 23 anos, será submetido ao Tribunal do Júri a partir das 9h. Ele será acusado, pelo Promotor de Justiça Luiz Carlos Ormeleze, pelo crime de homicídio qualificado. Ivanildo está preso desde 11 de setembro de 2014 — data do crime — na cadeia pública de Pilar do Sul. O caso gerou comoção pública e ganhou destaque na mídia nacional, acompanhado também pelo jornalista e, hoje, vereador, Reginaldo Carlota.

Na época, Ivanildo era inquilino e morava na mesma casa da vítima, bairro Novo Itu. No fatídico dia, ele estuprou e matou uma menina de seis anos. Em depoimento à Polícia, o acusado contou os detalhes do ato, disse que tirou as roupas da vítima enquanto ela dormia e abusou sexualmente. Em certo momento da ação, a menina acordou e começou a gritar. Com medo de ser flagrado, Ivanildo contou aos policiais que tapou a boca da criança e apertou o pescoço até que ela parasse. Depois, pegou uma bicicleta e fugiu. A garota estava sozinha em casa.

A menina chegou a ser socorrida ao Pronto Atendimento do Hospital São Camilo em parada cardiorrespiratória — momento em que o coração deixa de funcionar e o indivíduo deixa de respirar — mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

O acusado foi preso pouco tempo depois pela Guarda Civil Municipal de Salto, que havia sido informada sobre o crime. “Quando patrulhávamos pela ponte do Rio Tietê, foi abordado o indivíduo e constatado ser o autor dos fatos”, explicou o GCM Machado, na época.

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
error: Direitos autorais: Conteúdo protegido!

Opss... notamos que você tem um ad-block ativo

Produzir conteúdo jornalístico de qualidade no interior exige recursos.
A publicidade é a principal forma de financiamento da ITV. Para continuar, desative seu bloqueador de anúncios e recarregue a página.
Não se preocupe! Nossas propagandas não atrapalham a navegabilidade nem direcionam para sites maliciosos.

Close