CapivariUtilidade Pública

“Mutirão pelo Cadastro” é lançado em Capivari

A ação visa ajudar a população a realizar o cadastro para receber o auxílio emergencial do Governo Federal e assim movimentar a economia local

Nesta quinta-feira (23), empresários, lideranças religiosas e de associações de Capivari, se uniram e lançaram o Mutirão pelo Cadastro. A ação acontecerá no dia 3 de maio, das 8h às 12h, pelos bairros do município. Os voluntários que ajudarão no dia, estarão espalhados em pontos de cada bairro, que serão divulgados nos próximos dias.

As pessoas que quiserem auxiliar no Mutirão do Cadastro, podem se voluntariar pelo telefone (19) 99682-2329, falar com Maurício Quagliato.

A ação tem o objetivo de auxiliar as pessoas que estão com dificuldade de se cadastrar no programa Auxílio Emergencial. Esse auxilio é um benefício financeiro oferecido pelo Governo Federal aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais e desempregados, em medida de proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19.

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A REALIZAÇÃO DO CADASTRO NO “MUTIRÃO PELO CADASTRO”

As pessoas que se deslocarem até os pontos de cadastramento, deverão apresentar o RG e CPF do titular e dos filhos (quando tiver), comprovante de endereço e o número da conta bancária onde pretende receber o benefício.

Importante lembrar que o beneficiário deverá levar um aparelho celular, onde será instalado o aplicativo do Auxílio Emergencial. Com isso, posterior ao cadastramento, a pessoa conseguirá acompanhar o andamento do seu pedido.

QUEM TEM DIREITO AO AUXÍLIO EMERGENCIAL

Recebe o auxílio o cidadão que for maior 18 anos e atenda a esses requisitos:

– Pertença à família cuja renda mensal por pessoa não ultrapasse meio salário mínimo (R$ 522,50), ou cuja renda familiar total seja de até três salários mínimos (R$ 3.135,00); e

– Que não esteja recebendo benefício previdenciário ou assistencial, seguro-desemprego ou outro programa de transferência de renda federal, exceto o Bolsa Família;

– Que não tenha recebido em 2018 rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;

– Esteja desempregado ou exerça atividade na condição de: microempreendedor individual (MEI), o contribuinte individual da Previdência Social e o trabalhador informal, de qualquer natureza, inclusive o intermitente inativo.

QUEM NÃO TEM DIREITO AO AUXÍLIO EMERGENCIAL

O cidadão que:

– Pertence à família com renda superior a três salários mínimos (R$ 3.135,00) ou cuja renda mensal por pessoa da família seja maior que meio salário mínimo (R$ 522,50);

– Tem emprego formal;

– Está recebendo Seguro Desemprego;

– Está recebendo benefícios previdenciários, assistenciais ou benefício de transferência de renda federal, com exceção do Bolsa Família;

– Recebeu rendimentos tributáveis acima do teto de R$ 28.559.70 em 2018, de acordo com declaração do Imposto de Renda.

COMO SERÁ REALIZADO O CADASTRAMENTO

Para quem já estava cadastrado no Cadastro Único até o dia 20 de março de 2020, e que atenda as regras do Auxílio, receberá o benefício automaticamente, sem precisar se cadastrar pelo aplicativo ou site da CAIXA.

Os beneficiários do Programa Bolsa Família que tenham direito ao auxílio também não precisam se cadastrar, pois serão automaticamente selecionados por meio das informações do Cadastro Único.

As pessoas que não estão cadastradas no Cadastro Único, mas que se enquadram nas regras do benefício, poderão se cadastrar pelo aplicativo para celular “CAIXA | Auxílio emergencial” ou pelo site http://www.auxilio.caixa.gov.br/.

O aplicativo está disponível nas lojas Google Play e App Store. Para aqueles que tiverem dúvidas sobre o aplicativo, é só clicar nos links abaixo que terão todas as instruções:

App Store – https://apps.apple.com/br/app/caixa-aux%C3%ADlio-emergencial/id1506494331

Google Play – https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.caixa.auxilio

Mostrar mais
Botão Voltar ao topo
error: Direitos autorais: Conteúdo protegido!

Opss... notamos que você tem um ad-block ativo

Produzir conteúdo jornalístico de qualidade no interior exige recursos.
A publicidade é a principal forma de financiamento da ITV. Para continuar, desative seu bloqueador de anúncios e recarregue a página.
Não se preocupe! Nossas propagandas não atrapalham a navegabilidade nem direcionam para sites maliciosos.

Close